ACESSE A ÁREA DO ASSOCIADO

Publicação

Educar: uma arte

Um artista é um condutor da beleza(…).  Todo homem tem uma missão: fazer de sua vida uma obra de arte, uma obra-prima de verdade, de bem e de beleza.  Na educação estas dimensões do ser não podem se separar.  A arte mais nobre e mais difícil  é, sem dúvida, a arte de educar, porque é a que tenta entrar, procurar e dar sentido  à realidade mais profunda do ser humano, mistério sempre a descobrir. A educação é a arte do otimismo, da abnegação, da entrega, do serviço, da caridade para com o outro mais necessitado, da fé incondicional  nas possibilidades do outro, nas possibilidades de perfectibilidade do outro, na capacidade inata do outro de aprender e no seu desejo de saber. A educação não busca a  glorificação do educador, mas a glória do educando, protagonista da própria educação.  Não se pode, por isso,  separar o processo educativo  da imagem de uma mãe com seu filho, somente o amor, somente o afeto pode dar à luz a educação.

 

José Manuel Martins Lopes

Revista Brotéria  (Portugal)  177  (2013), p. 154-155.